Business

10 Dicas para Tradutores Iniciantes

Participo de vários grupos online de tradutores e sempre vejo o pessoal fazer as mesmas perguntas: Como faço para conseguir clientes? Vale a pena ter um site próprio? Alguém tem modelo de currículo para compartilhar?

Foi pensando nessas perguntas que se repetem nas redes sociais que decidi escrever um post com 10 dicas para tradutores iniciantes.

Espero que essas dicas sejam úteis. Se alguém tiver mais informações bacanas, pode colocar nos comentários.


1. Espalhe a notícia! Seu circulo de amigos, sua lista de e-mail, enfim, todos os seus contatos, representam o seu bem mais valioso, ou seja, use-os para espalhar a notícia de que você trabalha como tradutor(a).

2. Comporte-se como uma empresa: mesmo sendo uma pessoa física, o ideal é comportar-se como uma empresa.

  • Escreva um portfólio com um design profissional e crie uma empresa formal[1].
  • Eu gosto do site Enhancv para fazer o meu currículo, Canva para peças que serão usadas online, MOO ou Printi para materiais impressos e MailChimp para comunicação por e-mail. Se você tiver Ebates, dá para ter cash back em alguns desses sites.
  • Se você prefere não abrir empresa logo de cara, dê uma olhada em outras opções, como a Liame. A tradutora Laila Compan já publicou posts sobre a Liame. Veja aqui e aqui.

3. Faça contato com empresas de tradução (Bureau Translations, All Tasks, Netwire, Zaum, Korn, etc.). Eles pagam menos do que você cobraria de um cliente direto, mas trabalhar para agências é uma boa forma de ingressar no mercado e não ter que lidar com burocracia. Todas exigem que você possa emitir nota fiscal para prestar serviço para elas.

4. Entre em sites da área: eu gosto do ProZ, mas há também o Translators Café.

5. Foco no cliente: a forma como clientes e consumidores são tratados no Brasil é uma porcaria. Uma desgraça completa. Use isso como um diferencial: faça por seus clientes o que ninguém jamais fez por você quando você era o cliente ou o consumidor.

6. Foque nas áreas que você conhece. Se você é bom em conteúdos de negócios, foque nessa área. Pegar tudo o que aparece pela frente pode não ser uma boa ideia. Imagine que você aceita fazer uma tradução de um manual de turbina de hidrelétrica. Se você não conhece o assunto (que é muito técnico) e decidir traduzir, várias coisas acontecerão: você cometerá erros de tradução, o cliente não voltará, ele exigirá a correção do arquivo ou pedirá o dinheiro de volta, ele não te indicará para os contatos dele, etc. Sacou o drama? Pode dar muito errado.

7. Ter parceria com outros tradutores é excelente também, pois na hora do aperto de prazos e volumes, a gente tem que contratar nossos colegas para nos ajudarem em um projeto. E a ética e a honestidade nesse ponto são imprescindíveis. Jamais contate o cliente daquele tradutor sem a prévia autorização dele! Nosso meio é pequeno e todos os bons tradutores se conhecem. Cair em desgraça com um tradutor significa cair em desgraça com todos os tradutores.

8. Associe-se a ABRATES, ao SINTRA ou alguma outra associação profissional de seu interesse. Participe dos congressos, faça cursos e relacione-se bem com o pessoal. Um tradutor que é membro de uma associação profissional demonstra seriedade e comprometimento no exercício da atividade.

9. Estude! Não pare de estudar! A educação continuada é extremamente importante para todos os tradutores e intérpretes. Há muitas opções no mercado hoje: GTC Treinamento, Escola de Tradutores, Geronymus, Estácio, etc. Além das instituições que focam em cursos voltados para tradução e interpretação, há ainda uma infinidade de opções para fazer cursos, pagos ou gratuitos, em suas áreas de especialidade.

10. Humildade! Não se ache o tal. Sempre haverá quem sabe mais do que você. E você pode aprender muito não só com os veteranos como com os iniciantes também!


[1]Eu costumo indicar o meu contador, pois estou muito satisfeita com o trabalho que ele presta para mim (Reinaldo Correa http://correacontabil.com). Ele foi indicado por uma tradutora e eu já o indiquei para vários outros tradutores, que também fecharam com ele e ficaram bem felizes com o trabalho dele. No site dele, cada cliente tem seu próprio ambiente, que é acessado com login e senha, e nele estão as guias, impostos e boletos e pode-se fazer o upload dos comprovantes de pagamento, acessar o histórico de faturamento, etc.).

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s